Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visto de Macau

Linhas em jeito de diário. Inspiração. Homenagem a espíritos livres. Lugar de evocação. Registo do quotidiano, espaço de encontros. Refúgio de olhares. Espécie de tributo à escrita límpida, serena e franca de Marcello Duarte Mathias.



Quarta-feira, 06.06.18

vertigem

Há dias assim.

A sensação de caminhar sobre gelo fino é terrível. Uma espécie de roleta russa. Depois de se partir é preciso chegar à outra margem, mesmo que não se saiba muito bem como e ainda que a decisão de partida tenha sido involuntária nos termos em que aconteceu. Nervosa e precipitada.

A meio do percurso é impossível voltar. No meio do lago não há protecção. E quando uma pessoa assim se vê, o arrependimento de nada serve. Em especial se houver um sniper escondido numa das margens. 

Resta apenas uma certeza: a de que não se desiste, a que de que é preciso resistir, seguir em frente, confiando que esse momento será a tua irrepetível hora de sorte. Uma lição de vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Sérgio de Almeida Correia





Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Posts mais comentados